PROJETO EDUCATIVO

PORQUÊ FAZER OUTRA ESCOLHA?

Projeto Educativo

1.1. História

O Colégio Português é uma Instituição de Ensino privada que foi criada no dia 1 de junho de 1996. O Projeto nasceu com as valências de Pré-Escolar e ATL.

No ano letivo 1997/1998 o Instituição disponibilizou aos seus alunos, que terminaram o Pré-Escolar, e a outros vindos do exterior, a possibilidade de frequentar o 1.º Ciclo.

A 7 de janeiro de 1998 o Ministério da Educação concedeu ao Colégio Português a Autorização Definitiva de funcionamento n.º 587.

No ano letivo 2000/2001 um outro desafio foi colocado à Instituição: a abertura o 2.º Ciclo. Num primeiro momento apenas com possibilidade de frequentar o 5.º ano de escolaridade, mas logo no ano letivo seguinte com a possibilidade de frequentar também o 6.º ano.

Ficou então a faltar um último passo: a abertura do 3.º ciclo. O que aconteceu no ano letivo 2002/2003. E assim, foi possível no espaço de 3 anos disponibilizar o 7.º, 8.º e 9.º ano. Com esta nova valência a Escola passou a disponibilizar aos seus alunos a possibilidade de realizarem todo o percurso do ensino básico.

A 31 de maio de 2005 o Ministério da Educação concedeu à Instituição a Autonomia Pedagógica para o 1.º e 2.º ciclo. A 5 de novembro de 2008 foi também concedida a mesma Autonomia Pedagógica ao 3.º ciclo. Estes dois momentos foram um marco importante para a Instituição uma vez que foi reconhecido e validado todo o seu trabalho.

A 8 de outubro de 2012 foi concedida Autonomia Pedagógica ao 1.º e 2.º ciclo por tempo indeterminado.

 

1.2. Identidade

O Colégio Português foi criado a pensar em todas as legítimas preocupações dos pais dos tempos modernos. Nascido no seio de um grupo especializado – TALENT – esta inovadora instituição de ensino pretende acolher e ajudar as crianças dentro de parâmetros pedagógicos, que suscitem nos educandos a sensibilidade, o sentimento de responsabilidade, a capacidade de autonomia, o espírito de vida em comunidade. Tudo isto envolvido na maior salvaguarda dos princípios éticos e morais intrínsecos ao meio social, preconizando uma educação para um comportamento livre responsável de ação universal, baseado num quadro de valores de tradição portuguesa.

 

1.3 Instalações

O Projeto do Colégio Português cresceu ao longo destes seus 19 anos de existência. Hoje, para além do edifício materno (vivenda adaptada), conta já com quatro novos blocos construídos de raiz.

Relativamente ao Pré-Escolar encontra-se já num dos blocos construídos de raiz. É de realçar que este edifício se situa ao nível do chão e é constituído por:

  • 3 Salas
  • Espaço para a Psicomotricidade
  • Um bloco de W.C.
  • Parque exterior
  • Refeitório
  • Sala de Informática
  • Biblioteca

Relativamente ao material pedagógico que se encontra nas diferentes salas, no presente ano letivo, é bastante bom uma vez que nos últimos anos houve um forte investimento. Este esforço irá continuar a ser desenvolvimento de tal modo que a Instituição possa cada vez mais proporcionar aos alunos que frequentam o Colégio Português um ensino de qualidade.

Relativamente ao Ensino Básico está todo em edifícios construídos de raiz. Dele fazem parte as seguintes estruturas:

  • 15 Salas devidamente equipadas
  • Cacifos Individuais para todos os alunos
  • 3 Blocos de casas de banho (M/F)
  • Balneários (M/F)
  • W.C. para adultos
  • Sala de Informática com acesso a Internet
  • Biblioteca
  • 1 Gabinete da Direção
  • Um gabinete para atendimento e reuniões
  • Dois Gabinetes para os Coordenadores
  • Sala de estar
  • Sala de professores com computadores e acesso à Internet
  • Refeitório composto por mesas e cadeiras
  • Equipamento hoteleiro composto por monta-cargas e vitrinas de self-service
  • Campo de futebol (descoberto)
  • Pavilhão
  • Salão multifunções com palco.

Relativamente aos espaços exteriores a instituição conta com um espaço aprazível que teme uma área significativa e que oferece as seguintes estruturas:

  • Campo de jogos
  • Pavilhão onde se podem realizar atividades múltiplas.
  • Parque aventura com materiais lúdicos diversificados
  • Parque de jogos para o Pré-Escolar em zona verde

 

1.4. Ensino

O Colégio Português disponibiliza à comunidade a seguinte oferta educativa: Creche, Pré-Escolar, 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico.

 

1.5. Alunos

Os alunos que frequentam o Colégio Português provêm de um estrato social médio/alto, isto em termos económicos e são oriundos, em termos geográficos, não só da cidade e município de Aveiro, mas também de outros municípios vizinhos.

O número de alunos do Colégio Português ronda os 200.

Os alunos são a razão da existência da Instituição e constituem o centro de toda a atividade pedagógica. Neste sentido, pretende-se que sejam os principais agentes do processo educativo pelo seu empenho ativo na vida da escola, assumindo com particular responsabilidade uma atuação dinâmica na própria aula e nas restantes atividades que a instituição promove e desenvolve. O grande desafio é que a sua participação contribua para a melhoria das condições de ensino/aprendizagem e do funcionamento da Instituição.

 

1.6. Pessoal Docente

O corpo docente é um elemento fundamental na comunidade educativa uma vez que a sua função de educadores é exercida diretamente com os alunos. Os docentes são os responsáveis pela transmissão da cultura e pela formação de cada aluno. Para além disso, não podemos esquecer que o seu papel é de complemento à ação formativa desenvolvida por pais/encarregados de educação.

Uma vez que os docentes são os responsáveis pela condução do processo de ensino/aprendizagem, devem colocar em prática todas as medidas de carácter pedagógico que estimulem o harmonioso desenvolvimento da educação, quer nas atividades que se desenvolvem dentro da sala de aula, quer em todas as outras atividades que a Instituição promova.

Cada docente é corresponsável na tarefa educativa global da escola, mediante a promoção contínua do Projeto Educativo, a colaboração pronta nas estruturas de orientação educativa e mediante a gestão criteriosa das competências a adquirir pelos alunos.

Os docentes devem assumir o compromisso de praticar uma educação segundo a missão e os princípios da Instituição, cada qual em seu campo, e tendo sempre como ponto de referência a realização do aluno enquanto pessoa.

O corpo docente é composto por 27 colaboradores.

 

1.7. Pessoal Não Docente

A colaboração do pessoal não docente torna possível a ação educativa e favorece a sua realização e eficácia. A secretaria, a cantina, a limpeza, o transporte, a conservação dos espaços, a disponibilização dos meios didáticos e outros são aspetos essenciais para o funcionamento do Colégio Português enquanto escola. São cerca de uma dúzia os colaboradores que desempenham estas funções.

Um outro aspeto importante, no que diz respeito ao papel destes colaboradores, prende-se com a importância que tem a sua presença formadora e exemplar junto dos alunos, procurando incentivar sempre ao respeito pelas regras e à promoção de um bom ambiente escolar.

Finalmente, é função também dos colaboradores não docentes prestar um apoio, sempre pronto, aos docentes no exercício da sua atividade.

 

1.8. Pais e Encarregados de Educação

A família é um fator educativo de primeira ordem e necessário para o desenvolvimento harmonioso de cada criança, e, consequentemente, deve assumir a dinâmica dos seus processos de educação e instrução. Os pais/encarregados de educação são os primeiros responsáveis pela educação dos filhos. É sua obrigação criar um ambiente familiar que favoreça a educação pessoal e social das crianças e dos jovens.

A colaboração dos pais/encarregados educação com a Direção e com a equipa de professores, em particular com a educadora de sala, o professor titular e com o diretor de turma, e a participação na tarefa educativa, são cruciais para que a formação iniciada no lar tenha continuidade. Justifica-se, pois, a sua presença frequente na escola, o seu empenho na resolução dos problemas, o seu contributo na procura de melhores soluções.

Os pais e/ou encarregados de educação são ainda chamados a cooperar na dinâmica organizativa do Colégio Português através da Associação de Pais (APEECP), institucionalmente representada no Conselho Pedagógico.

2.1. A nossa missão

A educação portuguesa para a universalidade de comportamentos.

Preconizamos uma educação para um comportamento livre responsável de ação universal, baseado num quadro de valores de tradição portuguesa.

A procura do bem pode revestir-se de formas conflituais inter e intra pessoais, pelo que é fundamental uma educação que preveja e perspetive o conflito como uma realidade inevitável, a ultrapassar construtivamente.

É nossa obrigação enquanto técnicos de educação, questionarmo-nos permanentemente sobre os fins da educação. Queremos estar permanentemente presentes e de uma forma dinâmica no nosso quotidiano, no diálogo com os grandes filósofos, pedagogos, investigadores, realidade que nos envolve, crianças, Colégio Português e com toda a comunidade educativa da qual nos sentimos parte integrante.

Se concebemos o desenvolvimento como uma realidade necessariamente global, que envolve o domínio físico, emocional-afetivo, social, intelectual, estético-espiritual devemos saber também que o desenvolvimento acontece a partir do sério conhecimento que o educador tiver daquilo que o educando é, e da exigência que ele mantiver em relação às capacidades de cada criança.

As crianças são seres sociais, inseridas numa família, numa comunidade, numa cultura, num momento da história social, económica e política.

Porque cada criança se enquadra numa complexidade de relações e experiências deveremos ajudá-la a organizar, a selecionar e a valorizar:

  • A interação;
  • A negar a discriminação;
  • A respeitar as diferenças;
  • O espírito de iniciativa;
  • A defender a democracia;
  • A respeitar e preservar a Natureza;Consubstanciaremos a nossa função de educadores para a responsabilidade e para a liberdade, quando tudo o que fizermos for dignificado pelos nossos educandos, através do desempenho do seu papel no mundo.

 

2.2. Os nossos princípios

  • Encararemos cada educando como um ser único, mas simultânea e profundamente a interagir com outros seres, com a comunidade que o envolve, meio histórico, socioeconómico e cultural.
  • Defendemos uma educação que rejeita qualquer tipo de discriminação, ligada quer ao estatuto social e económico, à etnia, ao sexo, à religião, à língua, aos handicaps físicos, emocionais ou intelectuais. Afirmamo-nos como defensores de todas as crianças, especialmente aquelas que têm sido descriminadas pela sociedade.
  • Afirmamo-nos como educadores que reconhecem em qualquer criança o seu valor e dignidade.
  • Defendemos uma educação que valoriza a diferença, e que tem como objetivo a aprendizagem através das diferenças.
  • Afirmamo-nos como educadores numa sociedade que se quer pluralista e democrática.
  • Defenderemos a preservação da Natureza, no respeito pelas gerações futuras. As questões de carácter ecológico estarão sempre presentes nas nossas práticas educativas.
  • Preservaremos o nosso património histórico e cultural como herança que nos referencie no tempo. A salvaguarda de todos os testemunhos que nos restam será um imperativo nos nossos métodos educativos.
  • Queremos partilhar com as nossas crianças o compromisso sério de as educar para a Paz, para a não-violência, para a tolerância, como bases fundamentais para uma convivência na solidariedade.
  • Permitiremos que as nossas crianças desenvolvam um processo formativo que as conduza ao desenvolvimento de uma vocação/aptidão tendente ao exercício de uma profissão.
  • Não pretendemos abstrair as nossas crianças da realidade, pelo que as educaremos e prepararemos sempre para a utilização da tecnologia efetivamente ao serviço da vida.
  • Consideramos primordial o convívio com a língua Portuguesa e com a história do nosso povo, sem contudo, desenvolver nacionalismos, xenofobias e outros comportamentos redutores do sentido da universalidade.
  • Queremos despertar nas nossas crianças o desejo de procurar o bem para si e para os outros através de um agir crítico e criterioso.

É nos primeiros anos de vida que se fazem as mais ricas e importantes aprendizagens. São estas que acompanharão a criança pela vida fora e são estas que ocuparão um tão importante papel no seu desenvolvimento. Assim, não esquecemos que a educação pré-escolar é a primeira etapa da educação básica no processo de educação ao longo da vida.

 

O plano Educativo, no ensino básico, oferece fundadas bases académicas, colocando ênfase não só na aprendizagem da língua portuguesa e da matemática, mas também do inglês, das ciências, das tecnologias de informação e comunicação, das artes, das atividades físicas e desportivas e da formação para a cidadania.

 

A competência comunicativa no âmbito da língua materna impõe-se às sociedades como um imperativo elementar do conhecimento. Desta forma, as competências da compreensão e da expressão oral, da leitura e da escrita com correção assumem, no 1.º ciclo, primordial importância. Constitui também uma opção clara da escola o seu reforço na estrutura curricular do 3.º ciclo.

 

A matemática, impulsor da inteligência, do raciocínio, da lógica, assume-se hoje particularmente, como pilar fundamental do progresso e da civilização. No 1.º ciclo, as competências fundamentais são o domínio dos números e do cálculo, da geometria, das grandezas e da medida e a iniciação ao pensamento algébrico cuja competência fundamental é contar. Constitui também uma opção clara da escola o seu reforço na estrutura curricular do 3.º ciclo.

 

A língua inglesa é um instrumento essencial no estreito mundo de hoje. Manter uma conversação fluida nesse idioma e compreender grande quantidade de textos é uma das muitas preocupações deste Projeto Educativo. Assim, a Instituição disponibiliza, desde o pré-escolar (3, 4 e 5 anos), o contacto com a língua inglesa.

 

Para o desenvolvimento das competências no âmbito das ciências, o Pré-escolar tem para os 3, 4 e 5 anos, atividades no laboratório com o objetivo de despertar o gosto pela Ciências. No 3.º ciclo, ocorre para os grupos com mais de 20 alunos, o desdobramento das turmas em turnos, decorrendo as atividades letivas no laboratório.

 

As tecnologias de informação e comunicação como objeto de estudo e como suporte para o alargamento do conhecimento tornaram-se ferramentas indispensáveis à vida contemporânea. Esta é uma área que o Colégio Português disponibiliza aos seus alunos dos 5 anos de idade (pré-escolar) e ao 3.º e 4.º ano de escolaridade (Projeto Iniciação à Programação). Desta forma, desde muito cedo os alunos têm a oportunidade de aprender a usar o computador como uma ferramenta básica para o seu dia-a-dia.

 

A promoção de uma educação artística alargada e a sensibilização para as diversas formas de expressão estética, estimulando as aptidões dos alunos nesses domínios são uma preocupação da Instituição. Assim, na Creche os alunos têm Música para Bebés e no Pré-escolar os alunos têm acesso à Iniciação à Educação Musical. No 1.º ciclo existe esta preocupação não só nas áreas curriculares disciplinares das expressões, mas também através das respetivas atividades de enriquecimento curricular. No 3.º ciclo privilegia-se a Expressão Dramática, no 7.º e 8.º anos e a Educação Visual no 9.º ano. A escola possibilita ainda aos alunos o desenvolvimento das suas capacidades artísticas através da aprendizagem de piano, viola, da Tuna no 1.º ciclo e das bandas musicais no 2.º ciclo.

 

As atividades físicas e desportivas não são apenas uma forma de ocupar o tempo livre. São muito importantes no que se refere à promoção da saúde, ao aperfeiçoamento da habilidade motora, ao desenvolvimento da inteligência emocional e à estimulação de valores tais como a autonomia, a cooperação e a criatividade. Os alunos da Creche e do Pré-escolar têm aulas de Psicomotricidade. Para além das atividades e modalidades desenvolvidas no Desporto escolar há possibilidade de frequentar a natação e o xadrez.

 

No Colégio Português a educação moral e religiosa é de carácter facultativo.

 

Procurar para todos os alunos uma educação integral para os alunos implica valorizar consequentemente a civilidade. Neste sentido, o Colégio Português decidiu colocar na Oferta Complementar a Educação para a Cidadania. Aqui o papel do diretor de turma é muito importante, pois poderá abordar questões atuais, temas dominantes, valores perenes, gerando confrontos que façam a diferença e os conduzam do saber ao saber ser e ao saber estar com os outros promovendo a autonomia e participação criativa e empenhada na sociedade. É cada vez mais importante formar cidadãos conscientes não só dos seus direitos, mas também dos seus deveres.

 

Os alunos com necessidades educativas especiais devem merecer uma atenção particular não só por parte de toda a comunidade educativa, mas principalmente dos técnicos do Serviço de Orientação, dos professores e dos vigilantes. A estes alunos deverá ser dado todo o apoio para que se sintam integrados e possam desenvolver toas as suas competências de acordo com as suas capacidades.

 

3.1. Estrutura Curricular

O Projeto Educativo e, consequentemente, o Projeto Curricular de Escola estabelecem como prioridade o desenvolvimento equilibrado de todas as áreas desenvolvimento e de todas as áreas curriculares que em seguida se apresentam.

 

Pré-Escolar

pre-escolar-areas-conteudo

1º Ciclo (1º. e 2.º ano)

No que se refere à estrutura curricular, e de acordo com as alterações curriculares apresentadas pelo Ministério da Educação, é a seguinte:

componentes-pre-escolar(a)Atividades a desenvolver em articulação, integrando ações que promovam, de forma transversal, a educação para a cidadania e componentes de trabalho com as tecnologias de informação e comunicação.

(b)Atividades de carácter facultativo, nos termos do artigo 14.º e do n.º 1 do artigo 9.º. No caso de estas atividades serem oferecidas por entidade exterior à escola, o que carece sempre de contratualização, é necessária confirmação explícita do Ministério da Educação e Ciência para que a sua duração exceda 5 horas.

(c)Disciplina de frequência facultativa, nos termos do artigo 19.º

 

Nesta Gestão Curricular, e segundo as orientações para o 1º Ciclo do Ensino Básico, o Colégio Português decidiu fazer a seguinte distribuição da carga horária semanal relativa a cada Área disciplinar:

 

Distribuição Carga Horária

distribuicao

 

1. Ciclo (3.º e 4.º ano)

No que se refere à estrutura curricular proposta pelo Ministério da Educação ela é a que consta do quadro que se segue.

componentes-1-ciclo

 

(a) Atividades a desenvolver em articulação, integrando ações que promovam, de forma transversal, a educação para a cidadania e componentes de trabalho com as tecnologias de informação e comunicação.

(b) Atividades de carácter facultativo, nos termos do artigo 14.º e do n.º 1 do artigo 9.º. No caso de estas atividades serem oferecidas por entidade exterior à escola, o que carece sempre de contratualização, é necessária confirmação explícita do Ministério da Educação e Ciência para que a sua duração exceda 5 horas.

(c) Disciplina de frequência facultativa, nos termos do artigo 19.º

 

Nesta Gestão Curricular, e segundo as orientações para o 1º Ciclo do Ensino Básico, o Colégio Português decidiu fazer a seguinte distribuição da carga horária semanal relativa a cada Área disciplinar:

Distribuição Carga Horária

carga-horaria-1-2-ciclo

1.º Ciclo (3.º e 4.º ano)

No que se refere à estrutura curricular proposta pelo Ministério da Educação ela é a que consta do quadro que se segue.

componentes-3-4-ano

(a) Atividades a desenvolver em articulação, integrando ações que promovam, de forma transversal, a educação para a cidadania e componentes de trabalho com as tecnologias de informação e comunicação.

(b) Atividades de carácter facultativo, nos termos do artigo 14.º e do n.º 1 do artigo 9.º. No caso de estas atividades serem oferecidas por entidade exterior à escola, o que carece sempre de contratualização, é necessária confirmação explícita do Ministério da Educação e Ciência para que a sua duração exceda 5 horas.

(c) Disciplina de frequência facultativa, nos termos do artigo 19.º

 

Nesta Gestão Curricular, e segundo as orientações para o 1º Ciclo do Ensino Básico, o Colégio Português decidiu fazer a seguinte distribuição da carga horária semanal relativa a cada Área disciplinar:

 

Distribuição Carga Horária

carga-horaria

 

2.º Ciclo

No que se refere à estrutura curricular ela é a que consta do quadro que se segue.

2-ciclo

3.º Ciclo

No que se refere à estrutura curricular ela é a que consta do quadro que se segue.

3-ciclo

 

3.2. Plano Anual de Atividades

No início de cada ano letivo é elaborado um plano anual de atividades, a aprovar pelo Conselho Pedagógico, que englobe um conjunto de iniciativas extraordinárias a desenvolver ao longo do ano, no âmbito das disciplinas e da formação em geral.

Nesse programa é importante articular diferentes formas de desenvolvimento das capacidades, aptidões e competências dos alunos, pela vivência de experiências educativas motivadoras, nomeadamente exposições, teatros e visitas de estudo. Importa também integrar, no seu calendário, um conjunto de ações no contexto de promoção da saúde e da prevenção de comportamentos de risco dos jovens.

O plano deve igualmente promover o encontro da escola com a comunidade local, numa atitude de abertura, envolvimento e participação cívica em iniciativas culturais ou em vivências da solidariedade.

Da agenda devem ainda constar as comemorações e atividades festivas que aconteçam ao longo do ano.

 

3.3. Tema Anual

Em cada ano letivo, o Colégio Português propõe a comunidade educativa, como polo aglutinador da vida escolar, a vivência de uma temática plena de atualidade com sérias implicações na vida do ser humano. Pretende-se inspirar a reflexão, e ao mesmo tempo, suscitar uma vontade comprometida na construção de uma nova realidade, de um mundo melhor.

O tema anual é desenvolvido de forma transversal em todas as atividades da escola.

 

3.4. Atividades de Complemento/ Enriquecimento Curricular

As atividades de complemento/enriquecimento curricular pretendem atingir o desenvolvimento intelectual, cultural e cívico, a educação física e a educação artística dos alunos.

 

3.4.1 Clubes/ Ateliers

A escola oferece a possibilidade aos seus alunos de frequentar os seguintes clubes/ateliers: Clube de Xadrez, a Tuna e o Clube de Ciência, o atelier de futebol, culinária, Informática e Francês.

 

 

3.4.2 Desporto Escolar

O desporto escolar é uma das áreas onde se promove a educação a educação física e desportiva através da prática de diferentes modalidades tais como: futebol, basquetebol, o andebol, atletismo.

 

 

3.4.3 Apoio ao Estudo/ Estudo Orientado/ Sala de Estudo

No 1.º ciclo o apoio ao estudo tem lugar em todos os dias da semana com exceção da sexta-feira. No 2.º existe para além do apoio ao estudo, todos os dias, Estudo Orientado e ainda Sala de Estudo. No 3.º ciclo existe também Estudo Orientado e Sala de Estudo. Este apoio decorre ao final da tarde depois das aulas. Estudo Orientado e Sala de Estudo são sempre dois momentos que contam com a presença de um docente. Nele os alunos realizam, para o dia seguinte, os trabalhos de casa e consolidam as matérias lecionadas.

 

3.5. Centro de Recursos Educativos (Biblioteca)

No centro de recursos, a funcionar na biblioteca, os alunos podem consultar livros e manuais assim como diverso material didático (DVD’s, filmes, CD-Rom, revistas. Para além disso, têm à sua disposição computadores com acesso à internet para realizarem pesquisas.

 

3.6. Apoios Educativos

 

3.6.1 Apoio pedagógico

Os apoios são prestados a todos os alunos que apresentem dificuldades de aprendizagem, momentâneas ou permanentes. Este apoio é realizado em contexto de sala de aula através de pedagogia diferenciada e individualizada e através da existência de um espaço em que há apoio sobretudo na área do Português e da Matemática.

Para além disso, há a possibilidade de contar com um conjunto de técnicos, de várias áreas, que podem sempre dar um acompanhamento mais personalizado e individualizado a cada aluno.

Este trabalho é desenvolvido sempre e em cada caso com a participação e anuência dos pais/encarregados de educação.

 

 

3.6.2 Orientação Vocacional

Devido à necessidade de orientar os alunos no seu percurso escolar existe na Instituição a possibilidade de contar com o trabalho realizado por psicólogo. Este trabalho permite informar, esclarecer e aconselhar cada aluno em ordem à tomada de decisão sobre as suas escolhas futuras.

 

 

3.7. Festividades

Ao longo ano letivo destacam-se seis momentos festivos nos quais são convidados e participam todos os elementos da comunidade educativa: colaboradores, alunos e pais/encarregados de educação.

 

Dias Festivos Comemorados por toda a Comunidade Educativa

festividades

O Colégio Português organiza-se nos termos do seu Regulamento Interno.
O modelo de funcionamento preconizado compreende, em articulação, as seguintes estruturas educativas.

 

organizacao-educativa

 

* – Estará presente sempre que se justifique.

A comunidade educativa deve manter-se em atitude de formação permanente, a fim de estar à altura das exigências da formação integral dos jovens.

É da sua competência desenvolver iniciativas diversificadas de promoção da qualidade de ensino, tanto em termos pedagógicos-didáticos como a nível técnico.

As ações de formação de pais e encarregados de educação devem ser promovidos predominantemente pela APEECP, em estreita cooperação com a Direção do Colégio Português.

Procurando uniformizar critérios e alcançar os objetivos delineados neste Projeto Educativo, apresentamos as metas que nos propomos alcançar de acordo com a comunidade educativa do Colégio Português.

Todas as metas estão em articulação permanente com as estratégias e as atividades criadas nos vários ciclos. A operacionalização destas inclui qualidade de execução das estratégias em termos de sucesso educativo que é o nosso principal objetivo.

Relativamente à Educação Pré-Escolar, dado o carácter formativo da avaliação que se baseia mais nos processos do que nos resultados, favorecendo o desenvolvimento equilibrado nas diferentes etapas da educação básica e ao longo da vida, não serão quantificadas taxas de sucesso. No entanto a meta e´ promover o desenvolvimento global das crianças.

metas

metas-2

 

metas-3

O Projeto Educativo deve ser objeto de uma avaliação continuada, com especial incidência no final de cada ano letivo, período em que deve efetivar-se uma avaliação global – participada pelos diferentes intervenientes na atividade educativa, a ser realizada sob a orientação do Conselho Pedagógico.
A avaliação deve fornecer elementos que permitam apreciar a qualidade dos processos, dos resultados obtidos e da execução do Projeto Educativo.

 

Considerações Finais

De acordo com o Decreto-Lei nº 75/2008, de 22 de abril, o Projeto Educativo deverá ser o “documento que consagra a orientação educativa do agrupamento de escolas ou escolas não-agrupadas”.

 

Deste modo, pretende-se com este documento explicitar as preocupações, equacionar os problemas e necessidades da comunidade educativa, partindo para a definição de estratégias que possibilitem a sua resolução.

 

Face às novas exigências sociais, a Escola já não pode continuar a remeter-se a uma função de pura transmissão de conhecimentos mas deve promover cada indivíduo como ser ativo na construção do seu desenvolvimento e aprendizagens dotando-o de competências que vão para além do saber/saber, abrangendo um saber fazer e um saber ser.

 

A construção de uma nova Escola capaz de romper com práticas rotineiras e de construir a inovação implica o exercício pleno do direito à diferença e a total disponibilidade para a mudança.

 

Nunca como hoje se assistiu a tão grandes e rápidas mudanças na sociedade, pelo que as exigências feitas à Escola e à comunidade educativa se multiplicam, sendo por isso urgente e necessário inovar/criar novas estratégias e metodologias capazes de dar resposta a essa diversidade.

 

Pensar a educação dos jovens requer o envolvimento de toda a comunidade educativa, conjugando os esforços de todos os intervenientes, tendentes ao desenvolvimento de uma ação coordenada e responsável para uma maior eficácia educativa

8.1. Interna

O Projeto Educativo, aprovado pelo Diretor Pedagógico, ouvidos todos os Professores no Conselho Pedagógico e, portanto, do seu conhecimento, está disponível na Sala de Professores. É também divulgado a todos os outros colaboradores em reuniões organizadas para o efeito.

 

8.2. Externa

O Projeto Educativo é divulgado, nas reuniões de início de ano letivo, a todos os pais/encarregados de educação. O Projeto Educativo está disponível na Secretaria e na página da Internet para qualquer Pai ou Encarregado de Educação que o queira consultar.

Faça a sua inscrição. Consulte a página de inscrição